sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Do lado de dentro


Tenho tido muito tempo comigo mesma. Distante do que é preciso estar e bem ciente do que isso tudo pode fazer acontecer. Anciosa por cada pensamento e idéia que me vêm, por agarrá-los com toda a minha força. Porque são meus. Serenenizando o coração, pra mais tarde colher tudo que há de vir com a maturidade necessária e a calma alcançada por tantos momentos de "eu comigo".
Estou sendo eu, buscando o eu, conhecendo o eu aqui dentro.
Penso depois de algumas atitudes e julgo se é certo e em como me sentiria se o fizessem comigo. Já olho pra janela ao andar de avião, embora isso não espante o meu medo; já não olho as horas o tempo inteiro, embora isso não diminua a minha ansiedade; já consigo ficar sem o celular, embora deseje falar com alguém; já consigo ser dura e fria quando preciso, embora essa não seja eu; e já consigo ficar sozinha sem me sentir tão só. Estou comendo a solidão. Aproveitando-a, curtindo-a. Solidão no bom sentido, tá? Haha! Nada de tristeza.

Um comentário:

technology disse...

Although there are differences in content, but I still want you to establish Links, I do not
fashion jewelry