sexta-feira, 6 de março de 2009



Foto por mim


"Deita aqui, eu arrumei a cama pra nós dois
Esquece tua mala aí, aqui
Deita, deita aqui

Vamo ouvir no rádio alguém cantando o que há de rir
Nos braços da mulher é bem melhor,
Vai dormir mais feliz

Meu amor, o dia nasce e escolhe outro alguém
Do peito, um homem pode apodrecer
Se fingir que não vem."

Mula Manca & a Fabulosa Figura

5 comentários:

Salve Jorge disse...

Nesse canto
Que mais parece ninho
De passarinho
Convida ao desalinho
A ficar mais um pouquinho
Deitar-se um cadinho
E se deixar nesses braços
Já que és tanto
Que é melhor prender-se em tais laços
Que seguir pelo caminho...

Paulo Vitor Cruz disse...

opa, visitando seu blog, coleguinha...pra agradecer pelo comentário no meu blog, pra convidar a voltar outras vezes e tbm pra xeretar um poquin (a minha curiosidade é maior do que eu...)

gostei do blog, tanto do lado de fora, quanto do lado de dentro...li os dois ultimos posts até agora...possso dizer que gostei tbm, sem parecer um demagogo (eu acho)...voltarei mais vezes por aqui...

bai.

Anônimo disse...

Continuas linda
E seria ainda pouco
Continuas indo
Pelo largo do encantamento
Passou pelo portão de flores
Do jardim das lindas palavras
Espantada e criança
Com um sorriso que brilhou o céu
Iluminando o sol
E anda passos pequenos de pés nús
Sentindo cada folha seca estalar
Resquicio de primaveras e outrora
E certos espinhos que dão riso
Furando o pé na polpa indolor
Que dor é mais pro lado de dentro
Onde a alma se protege
Ainda bem que nesse jardim
Nada há que te alcance a alma
A não ser as flores imprevisíveis
Palavras
Os mais lindos jardins do jardim
Textos livres
Tudo suspenso no ar
Desde seus pés a volitar
Até as flores todas colorindo ao ar
Aladas
Como fosse o chão
A amplidão de que é capaz seu espírito
Colorido
Quase tão furtacor quanto teu vestido
Vestido em você
Unindo-se a suas cores
Arrancando então tudo do chão
Como é a realidade
Quando o amor nos tira o véu e mostra
Do que é feito o céu

Izabela Cristina disse...

estou de visita no seu blog, e a recepção das palavras não podiam ser melhores, muito bom.

Abraço.

Izabela Cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.