quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Sobre uma rua e uma música que não pára


Cheiro de planta, madeira e asfalto. Perdendendo a razão. Peixe no aquário. Prendendo a respiração. Morfeu. Sozinho num apartamento. Uma música vinda de um lugar que não conheço. Sair correndo pela porta que poderia ser de vidro. Pingos a bater no rosto, o vento a machucar a pele. Mas não. Ainda parado, deitado como quem não aguenta mais. Está agora andando por uma rua feita de pedras. "Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava, eu mandava ladrilhar...". A música ainda toca repetidamente e ainda não conheço de onde vem. Só existem pessoas nessa rua. Elas vêm e vão e passam por mim, todas a pé. É noite. A noite existe e acontece. Não, não existe. A rua agora me parece pequena. ".. com pedrinhas, com pedrinhas de brilhante, para o meu, para o meu amor passar." Vou tricotanto sorrisos para dar de presente. Coração. Um amor. O apartamento de novo. Sozinho. Já não se sente nada. Morfina. Vem morar comigo? Nada mais faz sentido. E essa música que não pára! "Fechei os olhos, chamei saudade, olhei pra dentro, veio você.*"

Larissa Fontes



Ao som de 'Hercílio Luz*' e 'Pavão Macaco' do Wado.
Pra mim são extremamente inspiradoras.

21 comentários:

Vitor Andrade disse...

e de sorriso em sorriso vai construindo e deixando amores por onde passa!
Nem precisa falar muita coisa tbm né?
saudade gigante!

Guilherme Ramos disse...

Ah! Lari!

Como é BOM ler seu textos! Vc continua "Ramonedeana"... rs... Mas é um estilo bem seu. Gosto. Adoro!

E obrigado pela visitinha/comentário em meu 'último' post... Aliás, 'penúltimo', porque, seu comentário me inspirou a fazer OUTRO post. Rssss... Coisa de escritor... Né? E vc, como 'musa' inspiradora, teve o devido reconhecimento. Rssss...

Bjuxxxxxxxxxxxxxxxxxxx!

Fabio Machado disse...

O convite foi aceito ? ;-)

Texto gostoso como sempre, Larissa.


Beijos.

Eu, Thiago Assis disse...

Eu gosto de narrações assim, cheia de pontos finais, com frases que parecem não se ligar, mas que estão intrinsicamente unidas numa ideia maior ^^

Parece uma confusão de pensamentos, mas na real eles estão muito peculiarmente organizados.
Parabens


www.euthiagoassis.blogspot.com

Marina disse...

Isso me lembrou o carnaval de Recife. Acho improvável que você tenha escrito com esse sentido, mas a mim só veio essa imagem. A de sair pras ruas, pular, brincar, distribuir sorrisos, depois voltar pra casa para descansar, ainda meio tonto de alegria. E a música que não para: "Se essa rua, se essa rua fosse minha..."

Como sempre, lindo texto, Larissa.

contandogotas disse...

é como buscar no sonho algo pra anestesiar, porque na real, por qualquer motivo, isso não é possível.

sempre bom.

fabio ferreira disse...

pra mim música é oráculo, rsrrs
se ela badala em minha cabeça eu fico atento
bjs

Babado de menina?!? disse...

Que cantinho gostoso menina! ;)

Menino Poeta disse...

ah!! música, canção!! ah o amor, um conjunto de coisas que nos faz feliz e muito louco!! belo o seu post...

Tamires Lima disse...

Ladrilhando sorrisos por aqui, Lare! Seus texto cada vez me encantam! Saudades daqui!

Beeeijo!

Salve Jorge disse...

Rua
Sem sentido
E música
Só sentida

Dó de peito
Sendo lida
Despido
No jeito
De um canto de uma casa...

Fran.ciellen :) disse...

Que coisa linda :)

E assim você deixa pegadas por onde passa, mas em forma de sorrisos. ♥

Rafael disse...

maravilhindíssimamuitobelíssimuitolegal

disse...

E a vontade de não deixa-lo sozinho né? você escreve bem demais cara, fico impressionada!

Tatá disse...

Mistura de sentimentos no teu texto. E mistura de sensações, aqui dentro.

Eu adoro vc escrevendo, tão doce assim. :) A - D- O -R- O.

darsh. disse...

que coisa mais linda de se ler :)

Estêvão dos Anjos disse...

Deu um vazio ler isso..
VocÊ faz isso muito bem, consegue captar as sensações dos momentos, se eu fosse explicar melhor diria que são fotografias de sentimento, algo que está além dos gestos dos personagens, algo que fica acima da superfície do texto a tal ponto que passa pra gente.

CátiaSofia disse...

Que lindas tuas palavras^^_

Fiquei mesmo com aquele sorrisinho na cara, como que tivesse numa janela do apartamente à frente a ver tudo o que tuas palavras disseram.

Adorei**.


Beijo

Iza disse...

Vc é uma linda :)
Saudade

Thiago disse...

e parece que essa música não quer mesmo parar...

O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?

Boa semana

Doce beijo