quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Nada!


O que fazer quando queremos dizer que não queremos dizer nada? É isso que eu quero. Eu quero dizer que não quero dizer nada. Nada! Foi nisso que deu: nada! E por que essas palavras estão com essa mania de quase serem vomitadas? Parem! Agora!

Um comentário:

wladimir britto disse...

nada como deixar fluir o q existe de mais lindo dentro de nós, ou seja apenas nós mesmo, e é isso q existe dentro de vc uma poetisa, q transforma pensanmentos em puro poema...parabéns, e o sucesso é o seu destino.
bjo grande