sábado, 4 de outubro de 2008

Você


Quero te querer sem querer que mude qualquer coisa
assim não seria mais você.
esse você.
Quero conhecer esse você inteirinho,
sem faltar nada.
Sei que tenho de esperar
esperar nem sei o que.
E esperarei com toda a calma que o tempo destinar
Pois o que há aqui dentro não é rebelde, nem ansioso
É paciênciente, ciente (!) e tranquilo.

Larissa Fontes

2 comentários:

Anônimo disse...

Ando trocando noites por dias/tudo em nome do amor/o que tanto ele quer dizer/parece que me diz pra esquecê-lo/porque seu jeito é coadjuvante/um principal que não quer aparecer/mesmo roubando a cena/Ando perdendo noites/insone/montando inúteis quebra-cabeças/Dia desses montei o mais colorido/era um vestido/era um sorriso/e era mais/uma coincidência/era uma flor no seu cabelo/enfeitando perfeitamente o que nem quis perfeito/com defeito já se fazia tanto/e sem palavras calei num beijo/um ou dois ou três num só/um beijo que durou muitos beijos pequenos/tentando chegar dentro de ti/num íntimo escondido onde mora a fantasia/e acorda o amor do carinho/um beijo composto de tantos beijos quanto fossem necessários a ser um só/beijo que se tornasse ninho/


Não sei para quem escreves, mas para mim, de cá do meu Rio de Janeiro, soas lindo seu verdadeiro...

Portal Poesia e Pensamentos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.