sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Clarinho


Olhos tão claros que a fizeram enxergar um mundo
desconhecido e desconcertante, embora atraente.
A atraía para conhece-lo,
para gostar daquilo que ele tinha a oferecer.
Hora certa, lugar certo, pessoa certa
momento certo, tudo certo!
Acredita no destino
e ele sempre prega peças.
Pode não as entender de imediato,
mas procura ter a compreensão
de que mais cedo ou mais tarde
vem a explicação
em forma de flor, de vento
uma brisa que sopre e que venha a avisar
de que chegou, que está alí
azul como céu
clarinho como a água.
Que veio te ajudar, te proteger
te abraçar e até te cantar
aconchegar no teu colo,
dizer carinhos encantados
acariciar a tua beleza
de dentro e de fora
pra que se fundam e se dividam.
Como sempre, a conspiração
organizando o que há lá dentro
transformando tudo em luz
deixando tudo em paz,
dando a tudo, felicidade!


Larissa Fontes

Um comentário:

Iza disse...

Ai ai ai
Como é bom te ler feia!
Saio daqui sorrindo.

Bjo de amor.